PORTA-MOEDAS CLANDESTINO PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
PORTA-MOEDAS CLANDESTINO
 
A.P. Oliveira, M.I. Cremers e Jorge de Freitas
Serviço de Gastrenterologia - H.S. Bernardo - Setúbal

Homem de 26 anos de idade, toxicodependente, “arrumador de automóveis”, que recorreu ao Serviço de Urgência por dor retroesternal intensa após ingestão sub-reptícia de moedas. A endoscopia alta revelou a existência de 7 moedas encravadas no esófago distal. Cinco moedas foram retiradas do esófago com ansa de polipectomia e pinça de corpos estranhos. Durante as manobras de extracção, 2 das moedas deslocaram-se para o estômago, tendo sido recolhidas com cesto de rede (“Roth net”).


 



Site criado por www.web2business.pt