Últimas Notícias

Informação ao doente

doente

Caso Clínico A

Prémio outubro 2018

Caso Clínico B

Prémio novembro 2018

A Sua Opinião

Que valoriza mais na Reunião Anual do NGHD?
 
Caso Clínico
Caso Clínico de Janeiro de 2010
Winnerpicture Não existem vencedores

Autores: Arroja B, Canhoto M, Barata P, Gonçalves C, Silva F, Cotrim I, Vasconcelos H, Pais J, Cunha MF

 

Hospital de Santo André, EPE Leiria. Serviços de Gastrenterologia, Cirurgia 2 e Anatomia Patológica.

 

Homem de 53 anos de idade, mecânico de profissão, admitido no internamento por dor abdominal difusa sem relação com o trânsito intestinal e perda ponderal de 5 Kg no mês prévio.

Exame objectivo: apirexia, ACP sem alterações; ascite; sem adenopatias palpáveis. Análises: Hb 13.0 g/ dL, leucocitose 15.0 e PCR 40 mg/L, marcadores tumorais normais. O estudo do líquido ascítico mostrou contagem celular total elevada com predomínio de células mononucleadas; não foram detectadas células neoplásicas; pesquisa por PCR de M. tuberculosis foi negativa. EDA e colonoscopia sem alterações. TC abdominal revelou múltiplos espessamentos do peritoneu.

Efectuada laparoscopia onde se observaram placas brancas aderentes e hiperémia generalizada do peritoneu (imagens 1 e 2), tendo sido colhidos múltiplos fragmentos para avaliação anátomo-patológica.

 

laparoscopia1 laparoscopia2

 

 

Qual o diagnóstico que lhe paraece mais provável?
A resposta certa é:Carcinomatose peritoneal

Utilizadores com resposta certa:






Site criado por www.web2business.pt