Últimas Notícias

Informação ao doente

doente

Caso Clínico A

Prémio outubro 2018

Caso Clínico B

Prémio novembro 2018

A Sua Opinião

Que valoriza mais na Reunião Anual do NGHD?
 
Caso Clínico
Caso Clínico de Agosto de 2014
Winnerpicture O vencedor é:

Lídia Roque Ramos - Lisboa

Barbeiro S., Canhoto M., Martins C., Gonçalves C., Arroja B., Silva F., Cotrim I., Vasconcelos H.

Serviço de Gastrenterologia, Centro Hospitalar Leiria-Pombal, E.P.E.

Doente do sexo feminino, 87 anos, admitida no Serviço de Urgência por hematoquézia. Com antecedentes de demência de Alzheimer, HTA e Diabetes mellitus. Encontrava-se prostrada, pálida, FC 121 bpm, TA 92/56 mmHg e SatO2 85%. O abdómen era plano, doloroso à palpação em todos os quadrantes, pouco depressível, sem timpanismo nem sinais de irritação peritoneal. Analiticamente com Hb 6,2 g/dL, Leucócitos e PCR normais. RX abdominal sem alterações de relevo. Realizada colonoscopia após estabilização do quadro, com progressão até aos 60 cm da margem anal, observados múltiplos divertículos e presença de sangue no lúmen mas sem identificação de hemorragia ativa (observação prejudicada pela má preparação intestinal). Decidido internamento por provável hemorragia diverticular do cólon. Boa evolução no internamento até ao terceiro dia, apresentando nesse dia hematoquézia abundante e agravamento da dor abdominal. Repetida colonoscopia que identificou aos 18 cm da margem anal um orifício amplo da parede cólica peridiverticular com bordos endurecidos. Foi submetida a hemicolectomia esquerda. A análise anatomopatológica da peça operatória permitiu determinar o diagnóstico.

ago14-2

ago14-1

Qual o diagnóstico que lhe parece mais provável?
A resposta certa é:Lesão metastática cólica perfurada

Utilizadores com resposta certa:

Pedro C. Figueiredo - Cascais
Lídia Roque Ramos - Lisboa





Site criado por www.web2business.pt