Casos Clínico de Novembro de 2019

Maria Pia Costa Santos1, Catarina Gouveia1, Rui Loureiro1

1 – Serviço de Gastrenterologia do Hospital Beatriz Ângelo

Doente do sexo masculino, 62 anos, internado na Unidade de Cuidados Intermédios por pneumonia adquirida na comunidade complicada de empiema, sem isolamento de agente, medicado com piperacilina+tazobactam. Após três semanas de internamento inicia quadro de dor abdominal e hematoquézia, sem febre ou diarreia. Ao exame objetivo, a salientar hipotensão, taquicardia, abdómen difusamente doloroso à palpação, sem defesa. Analiticamente, anemia (Hemoglobina 5g/dL) e elevação de parâmetros inflamatórios (Leucócitos 13.000/uL, PCR 40mg/dL). Após estabilização hemodinâmica, realizou colonoscopia com ileoscopia que mostrou sangue vermelho escuro em todo o cólon e íleon. No íleon e ângulo esplénico observou-se área segmentar com mucosa hiperemiada e friável, com úlceras profundas, serpiginosas, de base limpa. No reto observaram-se duas úlceras de base limpa.

 

Qual a hipótese de diagnóstico mais provável?

  1. Ileocolite por Citomegalovírus
  2. Colite isquémica
  3. Ileocolite por Mycobacterium tuberculosis
  4. Doença de Crohn
  5. Doença linfoproliferativa
  • Casos Clínico de Novembro de 2019
  • Casos Clínico de Novembro de 2019

voltar