Casos Clínico de Outubro de 2019

Catarina Gouveia1, Maria Pia Costa Santos1, Joana Nunes1, Alexandre Ferreira1
1 – Serviço de Gastrenterologia do Hospital Beatriz Ângelo


Mulher de 35 anos de idade, natural do Brasil, com história pessoal de carcinoma pavimento-celular do colo do útero estadio IV com metastização óssea, renal e hepática, diagnosticado em 2014, submetida a 2 linhas de QRT desde então. Reavaliada em 2017 com evidência de progressão da doença, neste momento sob carboplatina/taxol e gemcitabina. Quadro de hematoquézia de novo com 6 meses de evolução, sem dor abdominal ou diarreia. Fez colonoscopia total com evidência de 2 lesões polipoides de forma oval, erosão central e consistência dura ao toque da pinça do cólon ascendente, a maior com 15mm.

Qual a hipótese de diagnóstico mais provável?

  1. Adenoma com displasia de alto grau
  2. Adenocarcinoma
  3. Metástase de CPC do colo do útero
  4. Endometriose
  5. Adenocarcinoma serreado
  • Casos Clínico de Outubro de 2019
  • Casos Clínico de Outubro de 2019

voltar