Casos Clínico de junho de 2019

Casos Clínico de junho de 2019

Pedro Marcos1,2, Flávio Pereira2, Helena Vasconcelos1, Eduardo Pereira2

1 – Serviço de Gastrenterologia do Centro Hospitalar de Leiria; 2 – Serviço de Gastrenterologia da Unidade Local de Saúde de Castelo Branco

Homem de 62 anos, WHO performance status 0, ex-fumador, hipertenso (hipertensão arterial essencial) e diabético (diabetes mellitus tipo 2), sem outros antecedentes pessoais ou familiares de relevo, é avaliado em consulta de gastrenterologia por enfartamento pós-prandial (sem outros sinais ou sintomas) e imagem sugestiva de pólipo no fundo da vesícula biliar em ecografia abdominal realizada no exterior. Neste contexto, foi repetida avaliação ecográfica na qual se observava no fundo da vesícula biliar a formação nodular descrita previamente, com 8 mm de maior diâmetro, regular, com artefacto em cauda de cometa (imagem A) e predominantemente azul na avaliação por elastografia (imagem B); a restante vesícula biliar não apresentava alterações; na restante avaliação ultrassonográfica abdominal e pélvica destacava-se apenas a presença de esteatose hepática.

Perante as imagens ecográficos qual pensa ser diagnóstico mais provável?

  1. Neoplasia maligna da vesicula biliar
  2. Pólipo da vesícula biliar
  3. Adenomiomatose da vesícula biliar
  4. Cálculo na vesícula biliar
  5. Lipoma da vesícula biliar

 

Casos Clínico de junho de 2019

voltar